Posts Tagged ‘poesia de amor’

Amar Sempre Mais

Quero te ver em cada segundo durante o dia em meus pensamentos…
quero te ver em cada segundo durante a noite em meus sonhos…
quero me expor ao sol e sentir que na realidade o seu calor é incomparável….

Quando do advento da noite quero olhar as estrelas e a pálida lua… e lembrar que ao brilho dos teus olhos no universo a nada se equivale.
amo-te e não existe nada maior que isso…

Porque para ser feliz bastante se faz amar, amar como se nada no mundo existisse em igual beleza…

Porque para quem ama o amor não implica em dimensões, implica simplesmente em emoções intraduzíveis,
sempre inéditas…
um dia nunca igual ao outro..
o amor que nos é legado sempre, dia após dia, nos surpreende com uma nova nuance…
tão maravilhosa quanto aquilo que não se podia imaginar!
Um amor singular e privilegiado no coração amado sempre brotará…

Hênio Aragão

Negros Olhos do Amor

Teus olhos pousados nos meus,
negros como noite escura invadida pelas luzes estelares
prendem-me como por encanto!

Extático, numa morbidez intima, permaneço…

Solitário, penetro a imensidão do universo particular da minha alma

Olhar difuso…
difuso sonho em embriaguez profunda

Momento de contemplação…
Divago!

E se desvia doce olhar,
em vácuo escuro e frio não tardo a estar

Mesmo perdido em abismo isolado, há algo a me acompanhar…
nobre e bela,
companhia salutar que por mim vive a zelar…
é amor que jaz no peito!

O vácuo é superado,
não preciso d’ele escapar,
pois logo é suplantado pelo que de grande existe em coração enamorado

 

Hênio Aragão