Poesia e Paz

Sol e mar, poesia e paz


Sol e mar
Mais dois amigos a me acompanhar
A soma perfeita
Filosofia e poesia…
Assim estava eu rodeado
O mar, tagarela, não cessava de nos falar as mais belas verdades
Enquanto o sol… sábio e sereno, nos contemplava nutrindo-nos com sua luz
Num intervalo entre uma onda e outra, sentíamos pulsar o coração do oceano
O vento… ah! Soprava-nos o hálito sagrado da vida…
Absortos, ali ficamos… o poeta, o filósofo e eu
Abstraindo cada ensinamento que o universo fazia questão de nos passar
Ainda em meditação, a magia e o encanto da natureza ungiam-nos de paz…
Quantas maravilhas o poeta transformaria em letras viçosas
Quantas verdades universais o filósofo haveria de desvendar…
E assim, quão feliz hei de ficar por contemplar o maravilhoso espetáculo da natureza
Natureza da qual idealizo jamais me dissociar

Hênio Aragão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: